Buscar

2018 - Ano Marx

“Os espectadores escolhem os espetáculos que querem assistir e os artistas escolhem os espectadores que querem atingir” – Luiz Fernando Lobo


Brecht dizia que tão importante quanto desenvolver a arte no palco era desenvolver a arte dos espectadores. Ele queria se dirigir aos filhos da era da mercadoria. Desejava espectadores produtores e não apenas consumidores. Para Brecht, Marx seria o seu espectador ideal. É a partir desse pensamento que lançamos o Ano Marx.


Desde a sua fundação, em 1992, a Companhia Ensaio Aberto enxerga em Marx e Engels companheiros que estruturam a espinha dorsal de seus estudos e modos de produção artística. Além do próprio Marx, no entanto, buscamos também alicerces nos artistas que desenvolveram seus trabalhos com base no pensamento marxista. Além do já lembrado Bertolt Brecht, resgataremos outros artistas em nossos trabalhos ao longo do ano de 2018, sem jamais perder do horizonte algo comum a todos eles: A busca por reassociar palavras que foram historicamente apartadas pelo teatro burguês: engajamento e divertimento.


“O teatro não é apenas um edifício com um caixa no qual se dá dinheiro para comprar uma visão [...] e depois a gente vai embora. É um lugar onde o mundo revive, se pensa e, portanto, de certo modo, se transforma.” Ariane Mnouchkine


No Ano Marx a Companhia Ensaio Aberto se propõe a trabalhar a arte do espectador como Quarto Criador e convidamos nosso público a se aventurar conosco nos ombros desse gigante. Em memória ao bicentenário de Karl Marx, realizaremos uma série de atividades públicas conjugando política e arte. Acompanhe o evento no facebook para participar!

0 visualização

Tel: (21) 2516-4893 / (21) 98909-2402 - WhatsApp